Tabela Periódica dos espetros de emissão

Tabela Periódica dos Espectros de Emissão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Muito em breve, novas versões para o Ano Internacional da Tabela Periódica dos Elementos Químicos, para descarregar e imprimir.

Que tabela periódica é esta?

A tabela periódica é uma representação gráfica dos elementos químicos, organizando-os em função do seu número atómico (número de protões no núcleo desse elemento). Esta tabela mostra ainda, para cada elemento, o seu espetro de emissão - gama de radiação emitida – do primeiro nível de ionização e no visível.

Cada elemento químico possui um espetro que lhe é caraterístico, sendo, por isso, como que uma “impressão digital”.


Como se formam os espetros?

Os espetros de riscas formam-se quando um eletrão transita de um nível de energia, para outro. Nesse processo, emite. ou absorve energia.

Cada uma destas transições eletrónicas dá origem a uma risca específica. Assim, como cada elemento tem uma estrutura atómica única, as transições eletrónicas  são diferentes. Como consequência, os fotões emitidos ou absorvidos terão diferentes energias , originado riscas em zonas específicas do espetro. Desta forma, o espetro de um elemento funciona como a sua “impressão digital”.


Espetro de emissão

Em diversas situações vemos espetros formados só por riscas coloridas.Esses são designados espetros de emissão e resultam das radiações emitidas pelas substâncias. .


Espetro de absorção

Se algumas radiações forem absorvidas, no trajeto entre uma fonte luminosa (por exemplo, uma estrela) e a entrada de um detetor, obtem-se um espetro de absorção. Este é assim formado por riscas negras que correspondem, exatamente, às radiações que foram absorvidas (por exemplo, pela atmosfera da estrela).


Espetro do átomo de hidrogénio

Fazendo uma descarga elétrica num gás composto exclusivamente  por hidrogénio, podemos excitar os átomos desse gás. Contudo, esses átomos perdem rapidamente esse excesso de energia e ao fazê-lo, emitem radiação (ultravioleta, visível ou infravermelha). Podemos, desta forma, registar o espetro do átomo de hidrogénio.